HEBE RECEBE O MAESTRO RENATO MISIUK “de olho por Marco Felipak”

No programa “Hebe” desta terça- feira, dia 12, a apresentadora recebe uma apresentação musical pra lá de especial, que mistura o erudito com o popular. A orquestra de Renato Misiuk toca com o cantor Agnaldo Rayol.O maestro Misiuk é fundador do Allegro Coral e Orquestra e trabalha em um projeto que une a música erudita instrumental às batidas do samba e da música eletrônica.

Hebe, valeu o selinho ate por telefone,HEBE RECEBE e o MAESTRO RENATO MISIUK

Hebe, valeu o selinho, até por telefone,HEBE RECEBE e o MAESTRO RENATO MISIUK

MAESTRO RENATO MISIUK SE APRESENTA NO TEATRO GRANDE OTELO  Nesta terça- feira, dia 12 de junho, o maestro Renato Misiuk se apresenta com o grupo Groove Allegro, no tradicional Teatro Grande Otelo, conhecido por receber grandes eventos culturais. O tradicional teatro vai ser palco do espetáculo com mistura estilos musicais em apresentações sofisticadas e inovadoras, para agradar os mais variados gostos.

Recadinho:  “Hebe” vai ao ar de terça- feira, às 10h30 !!!!!!! Não tem como perder.

Anúncios

Sônia Braga, feliz aniversário 8 de junho, atriz brasileira.”de olho por Marco Felipak”

 Sônia Maria Campos Braga (Maringá, 8 de junho de 1950) é uma atriz brasileira.

Sônia Braga estreou na carreira artística aos 18 anos, na peça teatral Hair, da qual foi a grande estrela.

No cinema protagonizou importantes filmes, como Dona Flor e Seus Dois Maridos, Eu Te Amo e A Dama do Lotação. Na televisão, um de seus primeiros trabalhos foi na versão brasileira do programa educativo infantil Vila Sésamo (Sesame Street), em que interpretava a professora Ana Maria, mas seus maiores sucessos foram as telenovelas Gabriela e Dancin’ Days.

A partir de 1985 foi viver nos Estados Unidos da América onde atuou em filmes e programas de televisão, tendo participado da famosa série norte-americana Sex and the City.

Caetano Veloso compôs duas canções inspiradas em Sônia Braga, que são Tigresa, sucesso na voz de Gal Costa, e Trem das Cores.

Prêmios

1981 – BAFTA Awards
Nominated, BAFTA Film Award
Best Newcomer for Dona Flor and Her Two Husbands (1976)

1995 – Emmy Awards
Nominated, Emmy
Outstanding Supporting Actress in a Miniseries or a Special for The Burning Season (1994)

1995 – Golden Globes, USA
Nominated, Golden Globe
Best Performance by an Actress in a Supporting Role in a Series, Mini-Series or Motion Picture Made for TV for The Burning Season (1994)

1989 – Golden Globes, USA
Nominated, Golden Globe
Best Performance by an Actress in a Supporting Role in a Motion Picture for Moon Over Parador (1988)

1986 – Golden Globes, USA
Nominated, Golden Globe
Best Performance by an Actress in a Supporting Role in a Motion Picture for Kiss of the Spider Woman (1985)

2001 – Gramado Film Festival
Won, Golden Kikito
Best Supporting Actress (Melhor Atriz Coadjuvante) for Posthumous Memories (2001)

1981 – Gramado Film Festival
Won, Golden Kikito
Best Actress (Melhor Atriz) for Eu Te Amo (1981)

1996 – Lone Star Film & Television Awards
Won, Lone Star Film & Television Award
Best TV Supporting Actress for Streets of Laredo (1995)

1996 – NCLR Bravo Awards
Nominated, NCLR Bravo Award
Outstanding Individual Performance in Made for Television Movie or Mini-Series for Streets of Laredo (1995)

2008 – Cidadã Soteropolitana

Sua vida no site  http://www.soniabragaonline.com/blog2/

Matinas Suzuki: Boa noite. Nosso programa de hoje tem uma convidada muito especial. No centro do Roda Viva está a atriz Sônia Braga. 

[Comentarista]: Ela já foi Gabriela, Dona Flor e Tieta, símbolos da força e da sensualidade da mulher brasileira. Mas, antes de ser Sônia Braga, foi Sônia Maria Campos que, ao contrário do que muitos pensam não nasceu na Bahia, e sim, em Maringá, no Paraná. Um dos primeiros trabalhos na telinha foi no infantil Vila Sésamo, um sucesso da TV Cultura nos anos 60. Sônia diz até hoje que foram seus melhores anos na televisão. Fez várias novelas na Globo, conquistando o coração do público brasileiro quando interpretou Gabriela, em 75 [A novela Gabriela, que leva o nome da personagem principal da trama, foi escrita por Walter Durst e inspirada no romance de Jorge Amado (1912-2001), Gabriela cravo e canela]. Mais um sucesso, dessa vez no cinema, a sensualidade morena de Sônia incorporou outra personagem de Jorge Amado, Dona Flor, mexendo com o imaginário popular [O filme Dona Flor e seus dois maridosfoi lançado em 1976, dirigito por Bruno Barreto]. “É o ideal da mulher brasileira, qualquer mulher quer ter dois maridos. Ela [Dona Flor] tem o marido, que é o homem dentro de casa, e tem o amor, que é o Vadinho, depois da morte” [depoimento gravado de Sônia Braga]. Vinte anos depois, Sônia Braga vestia as cores essenciais e exóticas de outra personagem de Jorge Amado. O escritor nunca escondeu que ela era sua predileta. Beth Faria [atriz] queria o papel, mas não conseguiu.


“Esta é três vezes minha filha, não é, porque já foi Gabriela, já foi Dona Flor, e porque nós temos também uma ligação de  candomblé.” [Depoimento gravado de Jorge Amado] “É verdade.”[ Responde Sônia Braga na mesma gravação] Com O beijo da mulher aranha [filme de 1985, dirigito por Hector Babenco], ao lado de Raul Júlia [ator porto-riquenho, (1940-1994)] e Willian Hurt [ator norte-americano, ganhou Oscar de melhor ator pelo seu papel no filme, em 1986], Sônia chegou bem perto de Hollywood. Em 86, a produção dirigida por Hector Babenco foi indicada ao Oscar de melhor filme. Sônia se identificou com o profissionalismo americano e mudou-se para os Estados Unidos. Trabalhou em muitos filmes, fazendo, geralmente, papeis que  exploravam o visual exuberante da mulher latina. Estrelou ainda uma nova versão de Gabriela, com Marcelo Mastroianni [ator italiano, (1924-1996)] interpretando um charmoso Nassib. Mesmo longe, em exílio cultural, como ela mesmo costuma dizer, Sônia mantém ligações com o Brasil. Vai a festas do poder quando há visitantes brasileiros, chora a morte dos amigos, entre eles o maestro Tom Jobim [1927-1994], e, se for preciso, até vende sabão. “Não é novela, sou eu mesma, aqui nos Estados Unidos, lavando. Aqui é assim” [trecho retirado de um comercial]. Aliás, limpeza é com ela mesmo. Nos últimos anos, Sônia tem se empenhado em campanhas educativas. É a principal estrela dos Loucos Varridos, grupo que ajuda a manter as ruas um pouco mais limpas. “Estou muito triste com essa sujeira espalhada por esta cidade.” [Depoimento gravado em uma praia do Rio de Janeiro, em um vídeo sobre o trabalho do grupo]

Julio Rocha em ritmo de ensaios de dança para dar um show no palco do Faustão “de olho por Marco Felipak”

Julio Rocha em ritmo de ensaios de dança para dar um show no palco do Faustão  Animadíssimo com a participação na Danças dos Famosos do Domingão do Faustão, o ator Julio Rocha está empenhado em aprender tudo do universo da dança.
 Durante esta semana, o galã está com a agenda comprometida com os ensaios diários e garante: “Pronto para mais um desafio!”, comenta o ator que no próximo domingo, dia 10 de junho, terá sua segunda apresentação.

Julio Rocha -ensaio dança dos famosos

Julio Rocha -ensaio dança dos famosos

O retorno positivo do público, fãs e amigos do meio artístico, como o autor Aguinaldo Silva e o apresentador Luciano Huck, servem de inspiração para Julio Rocha, que acompanha tudo através da mídia e nas redes sociais como a fanpage no facebook https://www.facebook.com/profile.php?id=100002105517165 e twitter @juliorocha_