Beto Richa detalha propostas de governo ao Norte do Paraná

Na edição de hoje (segunda-feira, 11), o jornal Gazeta do Povo traz um comparativo com as propostas de cada um dos principais candidatos ao governo do Paraná – Beto Richa (PSDB), Glesi Hoffman (PT) e Roberto Requião (PMDB) – para estimular o desenvolvimento humano, social e econômico região Norte do estado, a segunda força econômica do Paraná.Enquanto Gleisi e Requião têm propostas genéricas – como as famosas “acabar com as filas nos hospitais” e “educação em tempo integral”, comuns e “eleitoreiras” -, o governador Beto Richa apresentou propostas detalhadas e localizadas com os desafios da região. Confira:unnamed (33)Infraestrutura e Logística

Transporte
– Terminar a duplicação da BR-376 – de Ponta Grossa a Apucarana e da BR-369 – de Apucarana a Jandaia do Sul;
– Finalizar o novo contorno rodoviário em Mandaguari, com 11 quilômetros de novas pistas;
– Acabar a duplicação da PR-323, entre Maringá e Paiçandu. Governo do Estado já investiu de R$ 30 milhões na obra, que é um dos principais projetos rodoviários em execução no Paraná e lançar Parceria Público Privada (PPP) para implantar o corredor na PR-323 até Francisco Alves. O trecho abrange os municípios: Maringá, Paiçandu, Ourizona, Doutor Camargo, Terra Boa, Jussara, Cianorte, Tuneiras do Oeste, Tapejara, Cruzeiro do Oeste, Umuarama, Perobal, Cafezal do Sul, Iporã e Francisco Alves;
– Melhorias na PR-170, entre Rolândia até a divisa com o estado de São Paulo;
– Melhorias na PR-3117, entre Maringá até a divisa com o estado de São Paulo.
– Hidrovia: aquisição/recuperação de 3 balsas para a região Norte.
– Aeroportos: Investimentos para melhorias nos aeroportos de Manoel Ribas, Maringá, Apucarana, Arapongas, Sertanópolis, Centenário do Sul. Ampliação do aeroporto de Londrina.

Ferrovia
– Implantar o Trem Pé Vermelho em parceria com o governo federal para fazer a ligação entre o eixo Ibiporã – Paiçandu, interligando 13 cidades de pequeno e médio porte, na região Norte do Paraná . Outra medida é e a reativação do trecho Maringá – Cianorte.

– Os aeroportos de Maringá e Londrina estão entre os beneficiados com o pacote de investimentos de R$ 28,4 milhões para melhoria de cinco aeroportos no estado.

– Duplicação das rodovias: BR-369 – de Apucarana a Jandaia do Sul, BR-376 – de Ponta Grossa a Apucarana, PR-445 – de Cambé a Londrina, de Cambé ao distrito de Warta e da PR-323 – de Maringá a Paiçandu e de Umuarama a Iporã
Indústria e Comércio
O Programa Paraná Competitivo será aperfeiçoado para atender empresas, de qualquer porte, nacionais, internacionais e, principalmente, paranaenses – instaladas ou a se instalar – notadamente as localizadas no interior;- Estimular o associativismo e cooperativismo em todas as regiões do Estado;
– Fomentar o ensino técnico no interior para atender as demandas da indústria, evitar o êxodo para os centros maiores, garantindo remuneração e qualidade de vida às novas gerações;
– Parcerias com a iniciativa privada para qualificar a mão de obra, sobretudo nos pequenos e médios municípios;
– Criar linhas de financiamento e assegurar orientação técnica para implantação de distritos industriais com o foco nos municípios com baixo IDH, reduzindo as disparidades econômicas regionais;
– Ampliar as linhas de créditos para os empreendedores, micro e pequenos empresários; Fortalecer, ampliar e incentivar Arranjos Produtivos Locais (APLs).

Energia
– 100 mil novas ligações de consumidores por ano (todas as regiões).

Segurança

Com o reforço na segurança, Londrina e Maringá registraram redução de 36% e 26%, consecutivamente, no índice de homicídios dolosos;
– Companhia de Polícia de Choque foi instalada no 5º Batalhão de Polícia Militar em Londrina;
– Implantar Centro de Referência e Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CRMulher) em Maringá.
Defesa Civil
– Fortalecimento das Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil; desenvolvimento de uma política estadual de apoio aos municípios para a gestão dos riscos de desastres; apoio aos municípios para o planejamento do mapeamento de áreas de risco e para o planejamento urbano visando a segurança da população contra os desastres; aperfeiçoamento dos sistemas de alerta e alarme contra desastres para o Estado;
– Brigadas Escolares: capacitação de 25.000 brigadistas, 5.112 gestores e 60 engenheiros; expansão do Programa para as escolas municipais e particulares do Paraná;
– Estruturação do Centro Estadual de Gerenciamento de Desastres, dos 15 Centros Regionais de Gerenciamento de Desastres e do Centro de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (CEPED);
– Capacitação do efetivo, especialmente no segmento de pilotos; realização de concurso; renovação de convênios com a Secretaria de Estado da Saúde para ampliação do atendimento à central de transplantes e remoção de pacientes.
Justiça e Cidadania
Apucarana passou a contar com uma delegacia especializada no atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica;Proteção e Defesa do Consumidor
– Fomentar a criação de PROCONs Municipais. Construir o Sistema Municipal de Defesa do Consumidor, integrado pelos órgãos públicos e as entidades civis que atuam na defesa.

Saúde
O governo liberou recursos para a reforma e ampliação do Hospital Municipal Emílio Alves em Alvorada do Sul;
– Recursos liberados para construção, em Apucarana e em Londrina, de Centro Regional de Especialidades Médicas para consultas e exames, atendimento com equipe multiprofissional e cirurgias ambulatoriais;
– Recursos para a construção do Hospital da Zona Oeste de Londrina;
– Recursos liberados para construção de uma nova maternidade no Hospital Universitário de Londrina, com 30 leitos e três leitos especiais para pré-parto, parto e pós-parto. Hospital também ganhou nova UTI;
– Recursos liberados para ampliar a estrutura e a capacidade de atendimento do Hospital do Câncer de Londrina;
– Recursos liberados ao Hospital Universitário de Maringá para ampliação da estrutura física e compra de equipamentos;
– Manter e ampliar o transporte aéreo, abrangendo as 4 macroregiões do Estado.
Helicóptero do Governo do Estado tem bases em Londrina para fazer atendimento médico de urgência e dar suporte para operações policiais em toda a região Norte;
– Na Rede Mãe Paranaense, que já reduziu em 40% a mortalidade materna, será implantado o serviço de reprodução assistida a todas as mulheres que desejarem engravidar. Será Implantada a residência em enfermagem obstétrica para qualificar a atenção as gestantes e ao parto;
– Construir, ampliar, reformar e equipar Unidades de Saúde da Família. Na Região Norte serão 58;
– Implantar mais leitos nos hospitais regionais de Londrina,
– Implantação de Centro Especializado em Reabilitação;
– Implantar o Serviço Integrado de Saúde Mental;
– Criar na região um Centro de Referência de Atenção da Pessoa Idosa, para a realização de estudos e de treinamento e capacitação de profissionais de saúde.

Agricultura e Abastecimento
– Modernização das Ceasa de Londrina e Maringá;
– Gestão do solo em 66 microbacias de região;
– Recursos para municípios adquirem calcário para melhoria do solo em 12.500 pequenas propriedades rurais;
– Continuar o programa Estradas da Integração, com Patrulhas do Campo, pavimentação poliédrica e fornecimento de óleo diesel para recuperação e melhorias de estradas rurais da região. Programa prevê beneficiar 1.500 KM de estradas;
– Combate a brucelose e turbeculose em rebanhos da região;

Desenvolvimento urbano
– Reorganizar o órgão de gestão metropolitana – hoje voltado somente à Região Metropolitana de Curitiba –, estendendo sua atuação às Regiões Metropolitanas de Londrina, Maringá e Umuarama;

Educação
– Equipar e entregar os Centros Estaduais de Ensino Profissionalizantes de Maringá, Londrina, Ibiporã, Manoel Ribas, Ivaiporã, Colorado;
– Continuar aquisição da agricultura familiar para a alimentação escolar;
– Encaminhar a construção de 16 novas escolas na região e 10 grandes reformas e 24 ampliações;
– Ampliar/reformar 6 escolas de educação especial (APAEs).
– Continuar e ampliar o Programa de Obras Descentralizadas nas escolas estaduais. O programa criado em 2011 atendeu cerca de 200 escolas no Paraná e foi aprovado pelas comunidades escolares. Na região do Norte está programado atender mais 35 escolas com obras descentralizadas;
– Manter 226 escolas da região com atividades de ampliação de jornada.

Justiça e Cidadania
– Proteção e Defesa do Consumidor
– Fomentar a criação de PROCONs Municipais. Construir o Sistema Municipal de Defesa do Consumidor, integrado pelos órgãos públicos e as entidades civis que atuam na defesa.

Habitação
– Atender com melhorias urbanas e rurais 22.500 mil famílias dos municípios da região do Norte;
– Atender com regularização fundiária 4.000 famílias da região do Norte.

Família e Desenvolvimento Social
– Fortalecer a Rede de Serviços Regionalizados para atendimento a mulheres vítimas de violência;
– Atender 200.000 famílias no Programa Família Paranaense por meio de uma ou mais modalidades. Hoje, o programa já está presente nos 399 municípios;
– Implantar Serviços Regionalizados de alta e média complexidade, para a população em risco social e pessoal e para o atendimento de crianças, adolescentes e jovens em abrigos, casa lares ou repúblicas;
– Cofinanciar os 399 municípios do Estado do Paraná para consolidar o Sistema Único da Assistência Social.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s