Policia prende ‘coordenador’ de campanha de Requião em Cascavel por estelionato e golpes de R$ 1 milhão

A Polícia Civil prendeu na quarta-feira (6), Ercibaldo Silva, acusado de estelionato e por compor quadrilha que aplicou um golpe de mais de R$ 1 milhão em Cascavel. Ercibaldo, ex-candidato à vereador pelo PMDB na última eleição (2012) se apresentava como coordenador da campanha de Roberto Requião (PMDB) no Oeste do Estado. O deputado Hermes Parcianello (PMDB) o apresentou como um peemedebista “de 30 anos de história no partido”. Não adiantou, Ercibaldo fez 39 votos. Na sua página no Facebook, Ercibaldo postou fotos dele com Requião e fazia campanha para o PMDB.unnamed (56)
Segundo a polícia, Ercibaldo atuava como corretor de imóveis de forma ilegal. Ele utilizava uma carteira com o distintivo da Justiça Federal, além de adesivos e uma placa no carro com os símbolos do órgão em que trabalhou, mas foi demitido. Conforme a polícia, Ercibaldo tinha vários documentos falsos e vai responder por diversos crimes. A pena pode chegar a 16 anos de prisão.
Ontem, muitas vítimas dos estelionatários que aplicaram um golpe, usando uma farmácia como fachada, estiveram na 15ª SDP (Subdivisão Policial) de Cascavel. Elas são fornecedoras de medicamentos e itens de perfumaria e estão reavendo alguns produtos que haviam sido apreendidos na farmácia. Em meio a tanta coisa, eles tentam encontrar o que venderam e não receberam. Para isso é preciso verificar o número de lote que coincide com as notas fiscais.
Um  Pajero também foi recuperado ontem por policiais civis do Setor de Estelionatos de Cascavel. Ele pertence a uma empresária, havia sido vendido a Ercibaldo, que não pagou o veículo. A dona da caminhonete Roseli Bueno ficou sabendo da prisão de Ercibaldo e procurou a delegacia nesta manha para registrar o boletim de ocorrência. Meia hora depois, o veículo foi recuperado pelos policiais. Ela recebeu três cheques de Ercibaldo, totalizando R$ 30 mil, mas os cheques foram sustados. Há um ano a mulher tentava recuperar o Pajero.
unnamed (55)
O outro veículo usado por Ercibaldo, um Pajero do mesmo ano e modelo, também está apreendido por ter bloqueio judicial. A polícia acredita que este veículo também não tenha sido pago por Ercibaldo e que outras vítimas dele irão comparecer à delegacia.
 
A quadrilha de Ercivaldo utilizou uma farmácia para aplicar seus golpes. Documentos em nome de laranjas foram usados para a compra da farmácia, balancetes foram falsificados para simular uma situação econômica vantajosa. Com os dados, compras foram feitas, empréstimos conseguidos em bancos e nada foi pago. Até mesmo a mercadoria para venda na farmácia não foi quitada, por isso tudo foi recolhido pelos policiais. Computadores e documentos também foram apreendidos.
 
Ao menos oito pessoas estão envolvidas na organização criminosa. Os golpes eram aplicados também em Londrina, Maringá e Arapongas. Somente em Cascavel, o prejuízo às vítimas ultrapassa R$ 1 milhão. A quadrilha fazia questão de ostentar o dinheiro conseguido com os golpes, gastava valores altos na noite de Cascavel e comprava veículos de luxo.
 
A polícia já investigava o grupo, mas conseguiu provas mais evidentes após a prisão de Ercibaldo da Silva, na noite de ontem. Ele tentava intermediar a venda do ponto da farmácia.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s