Dissidentes se mantém na direção do PMDB-PR

Conforme a Justiça já havia decidido, quando considerou como legítimos dirigentes do PMDB do Paraná os eleitos em 2012, a juíza Lydia Aparecida Martins Sornas, da 24ª Vara Civil, não acolheu o pedido do grupo do senador Roberto Requião (PMDB) e manteve a reintegração de posse e restituição dos membros afastados da executiva estadual do partido: Osmar Serraglio (presidente), Orlando Pessuti (secretário-geral), Stephanes Junior (vice-presidente), Doático Santos (suplente) e Alexandre Curi (suplente).unnamed (48)
“Assim sendo, os eleitos irregularmente pela reunião-quermesse do candidato Requião, continuam apenas na expectativa de usurpar o poder conferido àqueles regularmente eleitos em 2012. Quem continua reconhecido legalmente como presidente do partido é o deputado federal, Osmar Serraglio, seja na justiça comum, seja perante o Tribunal Regional Eleitoral”, diz nota do blog Frente Ampla. documentofelipak1 (1)documentofelipak2 (1)
 
“Uma próxima decisão sobre o caso, só deve ocorrer após o período eleitoral. Vale dizer, que os requianistas apresentaram uma carta assinada por Michel Temer, acatando  pedido de registro da eleição que fizeram  na calçada do PMDB. Mesmo assim, o despacho judicial considerou ausência de previsão legal para a urdida usurpação do poder no comando peemedebista”, completa a nota.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s