13º vai injetar R$ 8,5 bi na economia do Paraná

O pagamento do 13º salário para trabalhadores dos setores público e privado vai injetar mais de R$ 8,5 bilhões na economia paranaense. A projeção é do Dieese. O valor é 8,2% maior que o pago em 2013, quando os trabalhadores paranaenses receberam um montante de R$ 7,848 bilhões. Ainda segundo o Dieese, 5,1 milhões de paranaenses estão aptos a receber o benefício, o correspondente a 6,03% do total que terá acesso ao benefício no Brasil. Em relação à região Sul, esse percentual é de 35,2%. As informações são do Bem Paraná.unnamed (25)


Os empregados do mercado formal, celetistas ou estatutários, representam 62,7%, enquanto pensionistas e aposentados do INSS equivalem a 35,4%. O emprego doméstico com carteira assinada participa com 1,9%. Em termos de valor médio, o 13º paranaense corresponde a R$ 1.646,73.
Em relação aos valores que cada segmento receberá, observa-se a seguinte distribuição: os empregados formalizados ficam com 78,1% (R$ 6,636 bilhões) e os beneficiários do INSS, com 20,9% (R$ 1,780 bilhões), enquanto aos aposentados e pensionistas dos Regimes Próprios do Estado e Municípios caberão 1,0% (R$ 82,4 milhões).

Só em Curitiba, o 13º salário deve injetar R$ 2,712 bilhões neste ano, pagos a 954.513 trabalhadores. O salário médio do curitibano é de R$ 2.841,26. Os dados são da Rais 2013 somados aos do Caged 2014, e inclui assalariados com carteira  assinada dos setores privado e público e estatutários dos governos federal, estaduais e municipais

Depois de Curitiba, a cidade com o maior valor de 13º é Londrina, que somar quase R$ 350 milhões do benefício. Maringá vem a seguir, com R$ 302 milhões. São José dos Pinhais aparece neste ano como o quarto município com maior valor de 13º aos trabalhadores — R$ 226 milhões.

No País, estima-se que deverão ser injetados na economia cerca de R$ 158 bilhões em decorrência do pagamento do 13º salário. Este montante representa aproximadamente 3,0% do Produto Interno Bruto (PIB). Cerca de 84,7 milhões de brasileiros serão beneficiados com um rendimento adicional, em média, de R$ 1.774,00. 

Para efeito do cálculo, o Dieese não leva em conta os autônomos, assalariados sem carteira ou trabalhadores com outras formas de inserção no mercado de trabalho que, eventualmente, recebem algum tipo de abono de fim de ano, nem os valores envolvidos nesses abonos, uma vez que esses dados são de difícil mensuração.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s