Servidores da socioeducação iniciam treinamento na área de segurança

Servidores que trabalham nos Centros de Socioeducação (Censes) e em Casas de Semiliberdade de todo o Estado estão participando desde esta terça-feira (25) de treinamentos na área da segurança. As aulas acontecem, simultaneamente, em 13 municípios do Estado e são ministradas por instrutores da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

O treinamento faz parte da segunda etapa do Circuito de Capacitação da Socioeducação, promovido pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, em parceria com a Escola de Governo e a Secretaria da Segurança Pública. Servidores da Socieducação participam de treinamentos na área

“Nesta etapa queremos capacitar os servidores da socioeducação para o gerenciamento de situações especiais, que envolvem a segurança dos adolescentes e das equipes”, explica a coordenadora de Medidas Socioeducativas da Secretaria da Família, Cláudia Foltran.

O treinamento é dividido em cinco temas e será realizado até junho de 2015, para que os 1.500 servidores da socioeducação participem de todas as capacitações. Os treinamentos acontecem nos municípios de Cascavel, Curitiba, Campo Mourão, Foz do Iguaçu, Laranjeiras do Sul, Londrina, Maringá, Paranavaí, Pato Branco, Ponta Grossa, Santo Antônio da Platina, Toledo e Umuarama.

Para o coronel Douglas Dabul, diretor de Ensino e Pesquisa da Polícia Militar e coordenador do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), o treinamento contribuirá para a melhoria da qualidade do atendimento prestado aos adolescentes que cumprem medida socioeducativa. “Todos precisam saber agir e ter habilidade para atender os adolescentes em situações-limite e, com isso, minimizar possíveis ocorrências”, explicou.

TEMAS – O primeiro tema abordado é Socorros de Urgência, que ensina aos participantes técnicas de primeiros socorros até a chegada de equipe especializada. “Nesta capacitação, mostramos como deve ser feito o atendimento a vítimas nas situações mais corriqueiras, como queda, atropelamentos, acidentes, parada cardíaca e convulsões. São técnicas que garantem o suporte básico, impedem o agravamento da situação e salvam vidas”, explicou o 2º tenente Edinei, responsável pela capacitação de uma das turmas de Curitiba, na Academia Policial Militar do Guatupê, em São José dos Pinhais.

Na sequência, os servidores farão treinamento nas áreas de prevenção e combate a incêndios, defesa pessoal, gerenciamento de crises e uso de materiais de segurança.Servidores da Socieducação participam de treinamentos na área

O educador Ademir Pereira das Chagas, que trabalha há 20 anos em unidades de socioeducação, diz que a capacitação este sendo um novo aprendizado. “Participei de outros treinamentos, mas é preciso se atualizar. Conheci hoje técnicas mais avançadas no atendimento a pessoas com hemorragias e de verificação de sinais vitais, por exemplo”, disse.

Para Chagas, que atualmente trabalha no Cense Joana Miguel Richa, em Curitiba, o encontro com servidores de outras unidades ajuda ainda na troca de experiência.

O psicólogo Alexandre Waldrigues Werpachoski, que também trabalha no Cense Joana Richa, ressaltou que a capacitação fará com que todos os servidores das unidades socioeducativas estejam preparados para ajudar no atendimento aos adolescentes, em caso de situações especiais.

CIRCUITO – O Circuito de Capacitação da Socioeducação teve início no dia 7 de outubro e tem o objetivo de estimular a formação continuada dos servidores, para promover o alinhamento teórico-metológico do atendimento prestado em todo o Estado.

Além do treinamento na área da segurança, o Circuito promove capacitações que têm como tema o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), que regulamenta a forma como o poder público deve prestar atendimento especializado aos adolescentes autores de ato infracional; o trabalho em equipe; o fazer socioeducativo; adolescências e saúde mental.

A meta do programa é capacitar os 1.500 servidores da área. São assistentes sociais, auxiliares de enfermagem, enfermeiros, dentistas, educadores sociais, médicos, pedagogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, técnicos administrativos, administradores, motoristas, auxiliares de manutenção, diretores, diretores assistentes e chefes das unidades.

O Circuito faz parte do projeto do Governo do Estado de reestruturação do sistema socioeducativo do Paraná, iniciado em 2011.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s